MUSEU DA COZINHA MINEIRA SERÁ INSTALADO EM CIDADE DO VETOR NORTE DA REGIÃO METROPOLITANA

Representantes do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG) e do município de Santa Luzia assinaram o protocolo de intenção de cooperação técnica  para a implantação do Museu da Cozinha Mineira na cidade da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). A parceria busca contribuir para o desenvolvimento e valorização da cozinha mineira como patrimônio cultural imaterial.

A proposta para o equipamento cultural é de que seja feita uma exposição de longa duração e outras mostras temáticas de média duração, com base em calendário de datas comemorativas e em consonância com atividades educativas. O espaço expositivo deverá ser composto por utensílios domésticos relacionados à cozinha mineira e objetos e recursos tecnológicos que incentivem a interação dos visitantes com o acervo.

O secretário de Estado de Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira, o presidente do Iepha-MG, Felipe Pires, e integrantes da equipe técnica da Secretaria de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult) visitaram o espaço nesta sexta-feira. O museu será instalado na Fazenda Boa Esperança, pertencente ao município, que será restaurada pela prefeitura. Neste processo, o Iepha-MG irá fornecer orientação técnica para a implantação do projeto.

Ascom Secult / Divulgação

“O Museu da Cozinha Mineira será parada obrigatória para turistas, até pela proximidade com o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins”, diz o secretário Leônidas Oliveira.

Ele também ressalta o trabalho da Secult e do Iepha-MG para reconhecer a cozinha mineira como patrimônio do estado e do país.

“O Governo de Minas deu início ao processo de reconhecimento, além de elaborar, de forma participativa e colaborativa, o Atlas da Cultura Alimentar de Minas Gerais. Já o Plano Estadual da Cozinha Mineira afirma-se como mais um passo importante para o desenvolvimento sustentável da cultura e do turismo no estado, prevendo a articulação de iniciativas do poder púbico, setor privado e sociedade civil, buscando movimentar a economia criativa para a geração de milhares de empregos”, enfatiza o secretário.

O presidente do Iepha-MG, Felipe Pires, acrescenta que a cozinha é parte da identidade e da cultura de Minas Gerais, e representa não apenas o alimento, mas afeto e cuidado.

“A criação do museu em Santa Luzia, em parceria com a prefeitura, terá como base os estudos em desenvolvimento pelo Iepha no sentido de reconhecer esse patrimônio imaterial, possibilitando a implantação do espaço que vai reunir, representar e valorizar essa tradição numa ação de importante salvaguarda”, observa.

Crédito: Acervo Setur-MG/Xará

Fazenda Boa Esperança

A Fazenda Boa Esperança é um exemplar da arquitetura rural mineira de finais do século XIX. A edificação principal é uma construção inspirada no estilo colonial e se integra perfeitamente à natureza local. O principal detalhe arquitetônico é o alpendre.

error: