INDICADORES DA COVID-19 APRESENTAM MELHORA COM AVANÇO DA VACINAÇÃO EM MINAS

O secretário de Estado de Saúde, o médico Fábio Baccheretti, atualizou, nesta terça-feira, 17, o cenário epidemiológico da covid-19. Em coletiva à imprensa, ele também destacou a importância da vigilância genômica no controle da variante Delta e apresentou dados que refletem melhora progressiva nos indicadores da doença.

“Em termos gerais, o estado vem melhorando sua situação epidemiológica em relação ao coronavírus. Observamos uma queda na média móvel dos casos e óbitos, queda progressiva no número de internações registradas por 100 mil habitantes, na ocupação das UTIs e no número de pacientes que aguardam por leitos”, ressaltou.

Baccheretti destacou, ainda, que nos últimos sete dias, 675 municípios não tiveram nenhuma morte registrada no Sistema de Informação da Vigilância Epidemiológica da Gripe (Sivep-Gripe).

“Isso representa aproximadamente 80% dos municípios mineiros, refletindo o avanço da vacinação no estado e sua eficácia no controle da doença”, afirmou.

Minas Gerais já recebeu do Ministério da Saúde (MS) mais de 19 milhões de doses de vacina contra covid. Cerca de 70% dos mineiros acima de 18 anos já receberam a primeira dose do imunizante, o que já impacta positivamente nos indicadores em MG. Durante todo o mês de agosto, a estimativa é de recebimento de cerca de 6 milhões de imunizantes.

“A expectativa é que, ainda no mês de setembro, todos os municípios já tenham aplicado a primeira dose nos adultos e, então, avançaremos com a imunização dos adolescentes com comorbidades e, depois, daqueles sem comorbidades”, disse.

Variante Delta

Até o momento, Minas Gerais confirmou 12 casos da variante Delta e há ainda oito em investigação. Além disso, pela primeira vez há a confirmação de transmissão comunitária, com dois casos nas regiões Sudeste e Noroeste.


“Como estão ocorrendo casos em pessoas que não viajaram, podemos falar que já existe uma transmissão comunitária em Minas Gerais. Porém, acreditamos que, com o avanço da vacinação, quando tivermos um aumento da circulação da Delta, a proteção da vacina poderá barrar o seu avanço”, avaliou o secretário.

Fábio Baccheretti reforçou, também, que os cuidados para conter a transmissão da variante Delta são os mesmos e devem ser mantidos – distanciamento social, uso de máscaras, higienização das mãos e a vacinação.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) tem ampliado as ações de vigilância genômica do coronavírus e realizado um monitoramento rigoroso dos casos suspeitos da variante, a fim de coibir a sua disseminação no estado, principalmente em regiões mineiras próximas aos estados com maior transmissão. Para minimizar o risco de disseminação, a SES-MG faz o monitoramento dos casos confirmados e contatos. Até o momento, já foram confirmados 2.805 casos de variantes no estado. A variante que ainda predomina é a Gama (P.1), presente em 96,06% dos casos. As 12 confirmações da variante Delta representam 0,4% do total de amostras sequenciadas até o momento.

Minas Consciente

O secretário também mencionou os recentes resultados do plano Minas Consciente, como algumas regiões avançando em sua classificação conforme os protocolos para retomada gradual e segura.

“Atualmente, nenhuma das macroregiões do estado se encontra em cenário desfavorável. Isso indica que estamos verificando uma melhora nos indicadores do estado”, afirmou Fábio Baccheretti.

No momento, estão na onda verde as macrorregiões Centro, Centro Sul, Jequitinhonha, Noroeste, Norte, Oeste, Sudeste, Sul e Vale do Aço. Encontram-se na amarela, as macros Leste do Sul, Nordeste e Triângulo Norte, enquanto a macrorregião do Triângulo Sul ainda se encontra na onda vermelha.

O Comitê Extraordinário Covid-19 se reúne semanalmente para acompanhamento e deliberação sobre a evolução da pandemia no estado.

Fonte: Agência Minas

 

error: