CEMIG DOA INSUMOS PARA VACINAÇÃO EM LAGOA SANTA E RIBEIRÃO DAS NEVES

Com o objetivo de apoiar e contribuir com o projeto Unidos pela Vacina, movimento que reúne empresas, associações, ONGs e entidades da sociedade civil com a finalidade de tornar viável vacinar toda a população brasileira até setembro de 2021, a Cemig está doando insumos para 425 cidades mineiras, beneficiando cerca de 7 milhões de habitantes residentes nessas cidades. Os equipamentos adquiridos ajudarão na organização do processo de vacinação nesses locais.

Para oficializar a entrega dessas doações ao projeto, a Cemig promove, nesta segunda-feira (2/8), às 17h, uma live. Além dos representantes da companhia e outros convidados, o encontro on-line terá a presença da presidente do Grupo Mulheres do Brasil e Movimento Unidos pela Vacina, Luiza Helena Trajano. A transmissão será pelo canal Cemig Energia, no YouTube.

“Graças ao empenho de nossa equipe e à parceria com o Unidos pela Vacina, conseguimos levar essas doações a 425 cidades, mais de dez vezes o nosso plano inicial. A capilaridade da empresa, presente em 91% do território mineiro, permite que sejamos pontos focais nessa empreitada, o que nos traz muita satisfação e engajamento no nosso propósito de transformar vidas com a nossa energia”, afirma o diretor-presidente da Cemig, Reynaldo Passanezi Filho.

Divulgação / Cemig

Além dos R$ 2,7 milhões que estão sendo investidos em insumos para os 425 municípios mineiros, a Cemig também fez a inspeção e a manutenção nas redes de energia que atendem 738 hospitais e 1.326 centros de saúde. Foram destinados R$ 3,27 milhões para garantir mais confiabilidade e qualidade de energia a esses locais de atendimento à população.

Municípios contemplados no Vetor Norte da região Metropolitana de BH: Lagoa Santa e Ribeirão das Neves

 

Doações

Cada cidade receberá, no mínimo, uma geladeira do tipo frost free (ideal para o armazenamento de vacinas e produção de gelo) com capacidade superior a 300 litros, uma caixa térmica de poliuretano de 15 litros com termômetro acoplado – item essencial para transportar os imunizantes na temperatura correta – e quatro bobinas de gelo reciclável, sendo que todos os materiais seguem as especificações recomendadas pelos órgãos de saúde. Além desses equipamentos, câmaras frias, máscaras e caixas coletoras também serão entregues a algumas cidades. Dos 425 municípios contemplados, 375 já começaram a receber pelo menos um dos itens que serão doados.

Para a escolha dessas localidades, foram levados em conta três indicadores: municípios que, naquele momento, ainda não haviam sido amadrinhados junto ao Unidos pela Vacina; IDH da localidade, priorizando os menores índices, e disponibilidade de leitos para internação, segundo dados obtidos junto ao Ministério da Saúde.

 

Inspeções

Além das doações de insumos para 425 municípios, a empresa também se preocupou com o fornecimento perene de energia elétrica aos locais de atendimento à população. Para isso, inspecionou quase 24 mil quilômetros de redes em toda a sua área de concessão, que abrange 774 municípios, de forma a antecipar eventuais ocorrências na rede elétrica.

Com essa medida, foram diretamente beneficiados 738 hospitais e 1.326 centros e unidades de saúde com a realização de 24.099 manutenções preventivas em estruturas de rede e limpeza de 23.045 quilômetros de faixas de servidão sob as redes. A Cemig também garantiu a poda de 37.466 árvores que apresentavam risco de tocar os cabos elétricos e causar interrupções de energia.

As inspeções e as manutenções também trazem melhoria na qualidade da energia elétrica recebida pelos clientes. Comparando o ano de 2019, anterior à criação do programa, e os anos de 2020 / 2021, observa-se uma melhoria de 6% na duração equivalente de interrupções (DEC) nesses municípios, o que demonstra que estas ações, além de garantirem confiabilidade para hospitais e centros de saúde, trouxeram ganhos para toda a população.

“De forma complementar às demais ações, cadastramos todos os hospitais e os locais de vacinação como clientes especiais, agilizando novas ligações elétricas em pontos de imunização provisórios, sem cobrar pelo consumo da energia nestes espaços e nos específicos para vacinação, garantindo o fornecimento a estes locais”, ressalta Passanezi Filho. Nessa ação foram investidos R$ 3,27 milhões.

Outras ações

Agindo também em outra frente, a Cemig está utilizando o verso da fatura de energia para veicular informações, além de disponibilizar orientações por meio de inserções em rádios nas principais cidades mineiras, de maneira a incentivar a vacinação e fortalecer a importância da segunda dose da vacina.

Além disso, está atuando no suprimento de insumos, incluindo a doação de materiais. Até o momento, a Companhia já ofereceu 199 cilindros para reabastecimento com oxigênio em parceria com a Fiemg.

Nos 75 municípios onde a Cemig tem bases regionais, os imóveis estão sendo disponibilizados para as prefeituras como potenciais pontos de vacinação. Veículos e voluntários da companhia estão disponíveis para atuar na logística, tanto com transporte de insumos e de pessoas, como na organização dos locais de imunização, oferecendo suporte nos postos, entre outras ações.

error: