GUARDA MUNICIPAL ATUA EM OCORRÊNCIA DE MAUS-TRATOS CONTRA CAVALOS

A Guarda Civil Municipal de Sete Lagoas recebeu neste sábado, 24, denúncia de que cavalos estavam sendo maltratados em uma área próxima à Escola Técnica Municipal.  O denunciante informou que não havia água ou alimento para os animais e, por isso, foi preciso providenciar alimentação para a situação não ficar pior.

Uma equipe do Grupamento de Meio Ambiente da GCM foi até o local e encontrou um dos cavalos com sinais visíveis de maus-tratos, sendo que outro já estava morto. Neste momento, foi acionada a Polícia Militar Ambiental para a realização do Boletim de Ocorrências.  “O cavalo estava magro, com muitos carrapatos e sinais visíveis de maus-tratos”, informou a GCM. O setor de apreensão de animais da Prefeitura de Sete Lagoas foi acionado e o animal foi recolhido para os devidos tratamentos.

PROPRIETÁRIA ENCONTRADA

Após levantamentos, a proprietária dos animais foi encontrada. Ela justificou que os cavalos ficaram doentes de forma rápida e não eram maltratados. Mesmo assim, diante da situação, foi feito um Termo Circunstanciado de maus tratos de animais.

A GCM ressalta que maus-tratos a animais é crime, previsto na Lei. 9605/1998, e, além de multa, determina pena de 3 meses a 1 ano de detenção. “Infelizmente, se tornou rotina encontrar cavalos e vacas soltos pelas ruas de Sete Lagoas, bem como animais em situações de maus tratos. A Guarda Municipal, juntamente com os demais órgãos, continuará atuando para recolher e apreender esses animais e garantir as devidas penalizações aos proprietários, quando necessário”, explica Sérgio Andrade, comandante da GCM.

error: