PESSOA QUE TOMOU TRÊS DOSES DA VACINA CONTRA A COVID-19 É IDENTIFICADA EM SETE LAGOAS

A Secretaria Municipal de Saúde identificou, nesta segunda-feira, 19, uma pessoa que tomou três doses da vacina contra a Covid-19 em Sete Lagoas. O fato é considerado crime e será denunciado ao Ministério Público de Minas Gerais. De acordo com dados do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunização, C.P.A., 78 anos, tomou a 1ª dose (lote 210055) da Coronavac no dia 16 de março e, em 8 de abril, recebeu a 2ª dose (lote 210115) do mesmo imunizante. Porém, no dia 28 de junho, a mesma pessoa procurou um posto de vacinação e recebeu a 1ª dose da Pfizer (lote EY0574).

“Não é possível burlar o sistema. Pode demorar alguns dias, mas qualquer pessoa que comete este tipo de atitude será identificada e denunciada para as devidas punições. Já bloqueamos a possibilidade desta pessoa tomar mais uma dose da Pfizer”, comentou o secretário municipal de Saúde, Dr. Flávio Pimenta.

Este tipo de fraude, inclusive, é tema de uma campanha da Ouvidoria Pública de Minas Gerais com o tema “Não é a quantidade, é a dose certa que protege”. A ação incentiva a denúncia caso seja identificado alguém recebendo mais doses da vacina do que o necessário. As denúncias podem ser feitas de maneira virtual pelo link www.ouvidoriageral.mg.gov.br/canal-coronavirus. Em Sete Lagoas, as denúncias também podem ser feitas na Ouvidoria da Secretaria Municipal de Saúde pelo telefone (31) 3775-1414.

error: