ARROZ E FEIJÃO ESTÃO 74,41% MAIS CAROS NOS SUPERMERCADOS DAS CIDADES DA REGIÃO METROPOLITANA DE BH

Dois alimentos básicos que compõem a maioria dos pratos dos brasileiros, o arroz e o feijão estão, em média, 74,41% mais caros nas prateleiras dos supermercados de Belo Horizonte e das cidades da região metropolitana neste mês se comparado a janeiro do ano passado, de acordo com pesquisa realizada pelo site Mercado Mineiro, entre os dias 13 e 18 de junho.

Ao analisar uma das marcas mais onerosas vendidas no mercado do arroz branco tipo 1, o levantamento do site encontrou um aumento médio de 73,4% no preço do produto, que chegou a custar R$ 27,06 em supermercados visitados. Em janeiro do ano passado, o valor médio do mesmo produto era de R$ 16,39.

Divulgação

Em Betim, o Procon municipal também visitou, na última terça-feira (22), dez estabelecimentos para verificar o valor médio do pacote de 5 quilos do arroz branco da mesma marca e, na cidade, o preço do produto ficou, em média, a R$ 27,13.

No caso do quilo do feijão, o aumento médio foi 77,2% em junho deste ano, se comparado com janeiro de 2020. Conforme a pesquisa do Mercado Mineiro, quando analisada a marca mais cara comercializada no mercado, o valor saltou, em média, de R$ 5,51 para R$ 9,15 na capital mineira e na região metropolitana.

Por: LISLEY ALVARENGA – O TEMPO BETIM

error: