DETERGENTE: UM PRODUTO INDISPENSÁVEL QUE PODE FAZER VOCÊ GASTAR MENOS EM CASA

Usá-lo em substituição a outros itens pode te ajudar a economizar no orçamento do mês; além das mãos e louças, móveis, tecidos e outros podem ser limpados com ele

A lavagem correta das mãos ainda é a medida de proteção mais fácil e eficiente contra a COVID-19 e, desde o ano de 2020, o uso do álcool em gel na concentração 70% tem sido capaz de matar o vírus. No entanto, além do álcool, um outro produto entrou em cena por indicação de infectologistas: o detergente. Isso mesmo, o detergente! Com o preço mais em conta que o próprio álcool em gel, já que existem várias marcas, ele foi tomando espaço dentro de casa e saber usá-lo com astúcia, é o caminho para economizar. Por esse motivo, na sexta coluna de “Economia Doméstica” do REC1″, eu @felipe_jesusjornalista, trago algumas dicas para você usar o detergente, mas não apenas em substituição ao álcool em gel “dentro de casa”, mas por outros itens de limpeza que geralmente você gasta bastante dinheiro no supermercado. Veja mais:

Divulgação

 

 

■ 1 – Use como lavador de mãos no banheiro:

Sabe aquele sabão líquido que você compra geralmente nas lojas de itens de higiene, supermercado ou mesmo nas lojinhas de R$1,99, mas que custam tipo R$5,99? Então, esse sabão líquido pode ser substituído tranquilamente pelo detergente. Primeiro, porque o líquido tem a mesma intensidade do sabão que vem nesses frasquinhos e segundo, porque ele age da mesma forma higienizando as mãos. Mas o que agrada é o preço, já que um frasco de detergente de 500 ml (padrão) custa de R$1 até R$2 (dependendo da marca e local) e pode ser usado duas vezes nesses frascos que custam R$5,99 de 250 ml.

 

■ 2 – Limpeza de móveis com um pouco de detergente:

Bom, se você não tem um limpador específico para madeira em casa, ou o tradicional “limpador ou lustra móveis” disponível na hora, a boa sugestão é recorrer ao detergente. Ele consegue remover manchas de gorduras e outras sujeiras que ficam impregnadas nos móveis sem danificá-los. Para realizar a limpeza, use um pano umedecido ou o lado macio de uma esponja, coloque algumas gotinhas de detergente e, então, é só esfregar o móvel. Em seguida, passe um pano seco e macio para remover o produto. Assim, você também tira o excesso de umidade e preserva melhor a madeira. Lembro que, na limpeza de móveis de madeira, o ideal é evitar o uso de água e utilizar uma quantidade pequena de detergente. Quer mais uma vantagem? O detergente custa no máximo R$2 (dependendo da marca), já o lustra móveis de 500 ml, em media R$8.

 

■ 3 – Manchas de roupas:

Muita gente acha que tirar manchas de roupas pode ser algo resolvido com uma boa lavagem, mas isso é um engano. Por isso, mais uma vez o detergente entra em ação para te ajudar de uma forma simples nessa situação. Para tirar uma mancha (antes de lavar a roupa na máquina ou mesmo na mão), mergulhe em água fria por 30 minutos o pano. Em seguida, esfregue “detergente na mancha”, deixe uns 10 a 15 minutos e em seguida, passe na mancha umedecida o sabão em barra e lave tirando o excesso. O detergente amolece a mancha, ou seja, ajuda a ir tirando esse o produto, seja ketchup ou outro que caiu na roupa e tudo isso, sem danificar o tecido.

 

■ 4 – Remoção de gordura do ambiente da casa ou estabelecimento comercial:

Você que tem uma loja, escritório ou algum outro tipo de estabelecimento comercial, sem querer, acaba tendo que gastar bastante com produtos de limpeza. Por isso, o detergente também pode te ajudar nessa tarefa, já que elimina as sujeiras mais grossas. Por isso, use o detergente nessas superfícies, mas claro, dosadamente em cada espaço. Com tudo limpo, indico em seguida passar o álcool, já que bancadas e mesas são usadas e o contato das mãos acaba sendo inevitável. Viu como o detergente pode ser importante para sua vida?

 

Siga: @felipe_jesusjornalista e fique por dentro de outras dicas para economizar de verdade. Ser quiser sugerir temas, fique a vontade.

Para reflexão: deixo uma frase do filósofo e professor universitário Mário Sergio Cortella. “A vida em abundância não é a vida do excesso, do desperdício, da perda. A vida em abundância é a vida da suficiência”.

Obrigado pela atenção e até a próxima coluna.

error: