CONHEÇA A VERDADEIRA HISTÓRIA DO CAPETA DO VILARINHO

Caro internauta, hoje eu estou aqui para mostrar mais um vídeo da série “Lendas Urbanas”. Após acompanhar as notícias de que as icônicas Quadras do Vilarinho foram colocadas à venda e receber uma sugestão do parceiro João Paulo, do REC1, decidi apurar e apresentar a história do Capeta do Vilarinho. A lenda, que foi muito difundida pela mídia mineira, teve a sua verdadeira versão contada pelo proprietário do espaço, Francisco Filizzola.

A princípio, eu produziria este vídeo como os anteriores, pesquisando as informações, levantando as imagens e gravando em nosso estúdio, utilizando a técnica do chroma key, em que as imagens são captadas com um fundo ao verde ao fundo e, na edição, as imagens do cenário são inseridas digitalmente. Mas o meu instinto jornalístico foi mais forte e fui ao galpão das Quadras do Vilarinho.

A ideia era gravar apenas em frente ao local para ilustrar melhor a história. Mas, como repórter sortudo que sou, cheguei e encontrei a portaria aberta. Para a minha surpresa, o proprietário do espaço, Francisco Filizzola, estava lá e, sem agendar, quando cheguei, na noite de quinta-feira, 20 de maio, fui muito bem recebido por aquele simpático senhor de 76 anos, que tanto contribuiu para o cenário cultural de Belo Horizonte e foi o responsável por momentos inesquecíveis de milhares de jovens de diversas gerações.

Francisco Filizzola contou a verdade sobre o Capeta do Vilarinho e lembrou de casos curiosos, como um concurso realizado por uma emissora de rádio de Belo Horizonte que iria premiar quem conseguisse capturar o diabo. A simpatia e generosidade do famoso “Chico da Quadra” fez com que a conversa fluísse e, em breve, vou disponibilizar um vídeo sobre história das Quadras do Vilarinho. Mas, por enquanto, lhe convido a assistir ao vídeo sobre a lenda urbana que fez com que o local fosse citado até no tradicional jornal The New York Times.

Um grande abraço e até o próximo vídeo!

error: