PERMANÊNCIA DE SETE LAGOAS NA ONDA ROXA GERA PROTESTOS; CIDADE JÁ CONTABILIZA 359 MORTES POR COVID-19

O Governo de Minas manteve a microrregião de Sete Lagoas na onda roxa do Programa Minas Consciente, por pelo menos mais uma semana. Com a decisão, o município continua impondo restrições mais severas que proíbem, por exemplo, a atuação de estabelecimentos comerciais considerados não essenciais. A permanência da cidade na onda roxa provocou um protesto de donos de autoescolas e mais um grupo de comerciantes na manhã dessa sexta-feira, 16. Eles se mobilizaram em uma carreata contra o decreto do programa. As autoescolas estão fechadas desde o dia 17 de março.

OCUPAÇÃO DE LEITOS ACIMA DOS 100%

Sete Lagoas encerrou a semana contabilizando 16.365 contaminações por Covid-19 desde o início da pandemia. Nessa sexta-feira, 16, o município registrou mais 120 novos casos positivos, sendo 56 mulheres e 64 homens.  Mais quatro óbitos por complicações da Covid-19 também foram confirmados. Duas mulheres e dois homens, todos com idade acima de 70 anos, morreram. Com isso, o número de mortos chegou aos 359.

Atualmente são 136 pacientes internados por causas respiratórias na cidade, sendo 61 UTI e 75 em enfermaria. A taxa de ocupação de leitos de UTI Covid, somando-se as unidades do SUS e da rede particular, se mantém em 111%. Se considerarmos apenas os leitos de UTI do SUS, esse índice também continua em 104%. A ocupação acima de 100% acontece quando os pacientes são atendidos em leitos que não estão cadastrados no SUS.

 

 

 

 

error: