AEROPORTO EM CONFINS TEM APENAS SERVIÇOS ESSENCIAIS FUNCIONANDO

Conforme determinação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), parte das operações comerciais do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, ficará fechada como medida de enfrentamento ao coronavírus. Desde a semana passada, permanecem em funcionamento todos os estabelecimentos localizados nos embarques do aeroporto (lado ar) – varejo, alimentação e serviços. A prestação de serviços de transportes (táxi, locação de veículos, aplicativos e ônibus) ocorre normalmente.

Na área pública (lado terra) permanecem abertos os estabelecimentos de alimentação e lojas de conveniência classificados como essenciais pela Anvisa (restaurantes, lanchonetes, Leve Minas, Dufry, Protec Bag, bancos, casa de câmbio, farmácia, caixas eletrônicos, Correios e laboratório Hermes Pardini).

“Vale ressaltar que a BH Airport e a Anvisa estão trabalhando, em conjunto, para adoção de medidas adicionais de segurança que garantam a retomada dos demais serviços assim que possível. A BH Airport reforça que segue todas as orientações das autoridades de saúde e da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para combate à pandemia do coronavírus e reafirma seu compromisso com a segurança e a preservação da saúde de passageiros, visitantes e toda a comunidade aeroportuária”, informa a concessionária que administra o aeroporto.

BH Airport / Divulgação

 

error: