PL VAI AMPLIAR LEITOS NO HOSPITAL E ABRIR P.A. DA LAGOA AOS FINS DE SEMANA

O novo aumento de casos e internações por Covid-19 tem ligado um alerta em todo o Brasil. Em Pedro Leopoldo, a Prefeitura Municipal está adotando medidas para aliviar Hospital Municipal Francisco Gonçalves, que é referência para o enfrentamento à doença no município. No último domingo, dia 21, todos os leitos da unidade de saúde estavam ocupados.

Dessa forma, ficou definido a abertura aos finais de semana do Pronto Atendimento (P.A) do bairro Lagoa de Santo Antônio.  O funcionamento no sábado e domingo é de 07h às 24h. também foi ampliado o horário de atendimento nas sexta-feiras, que antes era somente até 19h, também irá até ás 24h.

A administração municipal garantiu ainda que vai aumentar o número de leitos do Hospital Municipal Francisco Gonçalves ainda nesta semana. Para isto, algumas áreas não utilizadas já foram esvaziadas, novos equipamentos foram adquiridos e a ampliação da equipe médica está sendo providenciada.

Atualmente, a unidade possui 20 leitos de enfermaria exclusivos para Covid-19 e quatro leitos de urgência. “O objetivo é desafogar o Hospital com os casos leves e cobrir o funcionamento dos ESF’s que funcionam de segunda à sexta-feira”, disse o Secretário de Saúde, Dr. Hélio Néri.

P.A. da Lagoa – Foto: Google Maps

CIAS JOÃO INDIANO

Em nota enviada, a Prefeitura de Pedro Leopoldo esclarece que o local foi adquirido na gestão passada, no final do mandato e a gestão atual verificou as reais condições do local, tendo identificado que o espaço necessita de muitas adaptações para que possa funcionar. E pela urgência do momento, optou por ampliar leitos no Hospital já existente.

Além disso, como no Hospital o oxigênio é canalizado e há uma previsão estadual da falta desse insumo em cilindro, a Secretaria de Saúde considera mais seguro manter os pacientes no Hospital Municipal.

“Estrategicamente é mais ágil que adequar tudo o que precisa ser adequado no outro espaço. Mas estão sendo feitas as intervenções e reformas necessárias para que os imóveis negociados para passar a funcionar no CIAS, possam ser transferidos em breve, como Clínica da Mulher, Fisioterapia, Farmácia e CEM, além do Crer–Ser”, justificou o Dr. Hélio Néri.

error: